Páginas

Loading...

Sistema Respiratório

Origina-se das narinas até os alvéolos pulmonares. O aparelho respiratório consiste na absorção pelo organismo de oxigênio e eliminação do gás carbônico resultante da oxigenação das células, porém a função do Sistema Respiratório não é somente a troca gasosa, assegurando uma permanente concentração de oxigênio no sangue, ela serve também como via de eliminação de gases residuais, que resultam dessas reações e que são representadas pelo gás carbônico.
Funções:
1. Hematose;
2. Exalação de vapor de água;
3. Passagem de ar pelas vias aéreas;
4. Fonação.
As vias aéreas se dividem em:
Nariz

1. Anterior – narinas;
2. Posterior – coanas.
É constituído de: Lâmina do etmóide, septo nasal, vômer, conchas nasais, palatino, processo palatino da maxila, corpo do esfenóide e mucosa, vibrissas (pêlos).
Dentro da cavidade nasal existem vários processos, que são: aquecimento, filtragem e umidificação.
Nessa região é encontrado o osso paranasal também denominado pneumáticos, quer dizer, que acumulam secreção.
Faringe
A Faringe é um tubo que começa nas coanas e estende-se para baixo no pescoço. Está situado logo atrás das cavidades nasais e logo a frente às vértebras cervicais. Sua parede é composta de músculos esqueléticos e revestida de túnica mucosa. Constitui um entroncamento para a passagem de ar e alimentos. O ar que entre pela faringe vai ser conduzido para a laringe e traquéia. O alimento vai para o esôfago. Também, ela é dividida em três regiões anatômicas: nasofaringe, orofaringe e laringofaringe.
Laringe
É o segmento das vias aéreas que segue para a Traquéia. Localiza-se no meio anterior do pescoço, no segmento conhecido como “pombo de adão”. Tem função de passagem de ar, fonação e impede que o alimento e objetos estranhos entrem nas estruturas respiratórias, por ocasião da deglutição, ela se movimenta no sentido de obturar a penetração de substâncias alimentares em direção aos pulmões.
A parede da Laringe é composta de nove peças de cartilagens; três são ímpares – tireóide, cricóide e epiglote, e três são pares – aritnóide, corniculada e cuneiforme.
Traquéia
Constitui-se de uma superposição de anéis (em torno de 20) com uma abertura posterior em forma de “C” que penetra no tórax e se bifurca nos dois brônquios principais. Têm como função à condução de ar. Localiza-se medianamente diante do esôfago. No nível da bifurcação há uma região chamada de Carina formando os brônquios principais direito (curto, calibroso e menos angular) e esquerdo (um pouco mais longo, porém calibroso e angular) até chegar ao nível dos alvéolos.
Brônquios
Inferior a Traquéia há uma bifurcação que dá origem aos dois brônquios principais – direito e esquerdo. O brônquio principal direito é mais vertical, mais curto e mais largo do que o esquerdo. Como a Traquéia os brônquios principais contém anéis de cartilagem incompletos. Também, os brônquios principais entram nos pulmões na região do Hilo e, a partir de então, passam a se ramificarem em brônquios lombares → brônquios segmentares → bronquíolos → brônquios terminais → brônquios respiratórios → ductos ou sacos alveolares.
Alvéolos
Os Alvéolos são minúsculos sáculos de ar que constituem o final das vias respiratórias, sendo constituído de um capilar pulmonar que envolve cada alvéolo e esse capilar é que favorece a troca de gases que ocorre devido à diferença de pressão.
Pulmão
São duas vísceras situadas uma de cada lado no interior do tórax e onde se dá o encontro do ar atmosférico com o sangue circulante ocorrendo, assim, a troca gasosa (hematose). O pulmão direito é o mais espesso e mais largo que o esquerdo. Ele também é um pouco mais curto pois o diafragma é mais alto no lado direito para acomodar o fígado. Já o pulmão esquerdo tem uma cavidade que acomoda o coração.
Faces do pulmão: a) costal – é a parte anterior do pulmão; b) diafragmática – é a parte inferior que fica acima do diafragma; c) medial – é onde se encontra o hilo pulmonar por onde entra as artérias, brônquios e veias.
Lobos pulmonares: 1. No pulmão esquerdo há dois lobos (superior e inferior). 2. No pulmão direito há três lobos (superior, médio e inferior).
Fissuras pulmonares: 1. No pulmão esquerdo há somente a fissura horizontal; 2. No pulmão direito encontramos a fissura horizontal e obliqua.
Também podemos encontrar a Pleura, que é basicamente, é um “saco” seroso que reveste e protege o pulmão.
Pode ser: a) pleura visceral – reveste os próprios pulmões aderindo-se intimamente a eles; b) pleura parietal – que reveste o interior do tórax. Entre as pleuras existe uma cavidade denominada cavidade pleural, que contém pequena quantidade de líquido chamado de líquido pleural este favorece a mecânica respiratória, pois tem características lubrificantes, permitindo a redução do atrito entre as túnicas e permitindo que elas deslizem.
O mecanismo pulmonar para a respiração:
- Diminuição do diafragma;
- Aumento da cavidade torácica;
- Os músculos intercostais abrem as costelas fazendo sua elevação. Essa interação só é devido à pressão interna estar menor, gerando certa negatividade na musculatura.
- Na expiração há gasto energético, diferentemente da inspiração.
CAVIDADE NASAL
TRAQUÉIA
PULMÃO
ALVÉOLOS