Páginas

Loading...

Membrana Plasmática


Está presente em todos os tipos de células. Em células Procariontes só revestem a célula, a qual é pobre em membranas. Já em células Eucariontes revestem a célula e constitui os organóides citoplasmáticos os quais são ricos em membranas.
Tem espessura entre 6 a 10 nm. Média = 7,5nm. (1 nm = 1/1.000.000 mm) e sua visualização só é possível ao microscópio eletrônico.
Apresenta como composição Lipoproteína, ou seja:
- Fosfolipídios + colesterol: 30 a 75%;
- Proteínas: 25 – 80%;
- Carboidratos : até 10%.
Fosfolipídios
Apresentam em sua composição:
- Glicerol (álcool);
- Dois ácidos graxos;
- Outro radical a que se liga um Fosfato (ácido fosfórico).
Glicerol
É um álcool com 3 átomos de Carbono e em cada Carbono há ligado uma hidroxila (OH).
Ácidos Graxos
São moléculas longas com uma carboxila e uma cadeia carbônica feita por número par de Carbonos. Além disso podem ser classificados em:
- Ácido Graxo Saturado - só tem ligações simples entre os Carbonos. Tem alto ponto de fusão e é uma gordura é sólida.
- Ácido Graxo Insaturado - possui alguma dupla ligação entre os Carbonos e baixo ponto de fusão. Neste grupo são típicos os óleos.
Proteínas de membrana
- Integrais ou Intrínsecas – são encaixadas através da bicamada lipídica, sobressaem nas duas superfícies da bicapa lipídica. Tem função estrutural, enzimática, de receptor e são transportadoras. Também, são polares na parte que sobressai na camada lipídica e a que tocam nos fosfatos, sendo a porção em contato com os ácidos graxos apolar, onde o interior das proteínas transmembrana é polar constituindo um canal hidrofílico.
- Extrínsecas ou Periféricas - ficam na superfície da bicamada lipídica, atraídas pela porção polar dos fosfolipídios ou ligadas às proteínas integrais. Tem atividade enzimática Elas são completamente polares.
Fluidez da Membrana
A membrana apresenta fluidez onde os fosfolipídios e as proteínas deslocam-se no plano da membrana, não ocupando portanto posição fixa.
Glicídios de Membrana
Na superfície externa da membrana há uma camada de carboidratos que se ligam aos fosfolipídios e proteínas, formando:
- Fosfolipídio + glicídio = glicolipídios;
- Proteína + glicídio = glicoproteína.
E a camada glicídica da face externa da membrana constitui o Glicocálice.
Assimetria da Membrana
A membrana tem duas faces; a face Externa fica em contato com outra célula – face E. A outra face, a Interna ou protoplasmática fica em contato com o citoplasma: face P. As duas faces são diferentes química e eletricamente, por isto a membrana é assimétrica. A face E tem carboidratos, ausentes na face P. A face P é negativa em relação à face E.
Especialização da Membrana
Servem para:
- Unir melhor, ou seja, tem função de adesão através dos Desmossomos (que são pontos em que duas células aderem mais fortemente, onde o material intercelular se espessa mais e o citoplasma sobre as membranas é mais condensado e há filamentos de queratina presos no citoplasma condensados e que se projetam para o citoplasma de cada célula) das Zônulas de Adesão (uma faixa de adesão que rodeia toda a região apical de células epiteliais colunares a qual adere melhor a região apical destas células e no lugar dos filamentos de queratina há filamentos de actina ligados ao citoplasma próximo de cada membrana), além de uma Zônula de Oclusão (que é uma região apical de células epiteliais que formam uma barreira entre dois ambientes diferentes tem as membranas soldadas - sem espaço intercelular. Serve para evitar a infiltração de moléculas através do espaço intercelular - sem serem selecionadas).
- Aumentar a superfície em células que absorvem;
- Comunicar-se melhor com as células vizinhas.
Microvilosidades
Tem com função aumentar a superfície de absorção. Elas são dobras e projeções em forma de dedos na superfície livre de células especializadas em absorver. Uma célula especializada em absorver pode ter milhares de microvilosidades.
Permeabilidade da Membrana
A membrana plasmática seleciona as moléculas que podem atravessá-la. O critério de seleção das moléculas está baseado no tamanho das moléculas e na carga elétrica. Moléculas menores atravessam a membrana com mais facilidade.
- Moléculas apolares atravessam a porção lipídica da membrana e as polares pelas proteínas, exceto as muito pequenas e fracamente polares.
Permeabilidade Ativa e Passiva
Duas soluções de diferentes concentrações tendem a igualar suas concentrações.
Passiva - as moléculas movimentam-se do mais para o menos concentrado, devido à diferença das concentrações, não havendo consumo de energia (ATP).
Ativa - é a movimentação de moléculas do menos para o mais concentrado, com gato de energia (ATP).
Transporte Passivo
- Osmose - deslocamento do solvente (água) do meio menos concentrado para o mais concentrado, através de uma membrana semipermeável.
- Difusão Simples - espalhamento do soluto no solvente, do mais para o menos concentrado. Ocorre pela porção lipídica.
- Difusão Facilitada - É a difusão do soluto através da membrana com auxílio da Permease, com velocidade maior do que a devida a diferença de concentração.
Transporte Ativo
Ocorre contra o gradiente de concentração. É feito por proteínas transmembrana chamadas ATPases ou Bombas, as quais quebram ATP e liberam energia. Ele transporta sempre íons e moléculas polares. As ATPaes são específicas. Ex. Bomba de Na+; bomba de Ca++...
Cotrasnporte
É o transporte conjunto de duas moléculas ou íons ou íon e molécula através da membrana. Se ambos são transportados no mesmo sentido é chamado Simporte. Se os dois vãos em sentido opostos são chamados de Antiporte. Ex. Bomba de Sódio e Potássio.
Transporte em quantidade
Os processos citados anteriormente só transportam moléculas pequenas ou quantidades pequenas de substâncias. As Macromoléculas ou células inteiras são transportadas através da membrana pelos processos de Endocitose e Exocitose. Na prática são os processos de Fagocitose (na qual após a endocitose do material o mesmo fica em um vacúolo alimentar ou fagossomo a quem se funde o lisossomo formando o vacúolo digestivo), de Pinocitose (que é o englobamento de substâncias líquidas por invaginação, formando canais de pinocitose que são cortados formando vesículas de pinocitose que vão aos endossomos e posteriormente são parte dos lisossomos) e de Exocitose (que consiste na eliminação de certas quantidades de material pela célula, como corpos residuais ou vacúolos excretores - material não digerido - ou vesículas de secreção - materiais produzidos pelas células, principalmente glandulares).